quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Há 30 anos que existe uma Convenção dos Direitos das Crianças

A Convenção dos Direitos das Crianças faz hoje 30 anos. Na nossa escola falamos e vivemos os direitos das crianças todos os dias, mas hoje foi dia de relembrar e celebrar de forma ainda mais efusiva. Houve exposições, canções, partilhas e muitos direitos ilustrados por toda a escola. Porque nunca é demais lembrar que o direito à opinião, a fazer escolhas, a ter tempo para brincar, à vida cultural, ao acesso à informação, a participar... são direitos tão importantes como os de proteção e provisão e estão também consagrados na Convenção. Celebremos a Infância, as crianças e os seus direitos.


domingo, 27 de outubro de 2019

Cirandas com a Mónica Savá

Este sábado estivemos todo o dia em formação. Uma formação que nos encheu de alegria e energia. Foi um dia inteiro a dançar e a aprender a dinâmica da dança. Que dia maravilhoso. Obrigada a todas as que fizeram parte deste grupo e um grande obrigada à Mónica por nos trazer o gosto de dançar e rir sem parar.


segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Bom ano letivo a todos

Hoje foi dia de recomeços. E nós estamos de braços abertos para receber todas as crianças e famílias da Diese como tão bem sabemos fazer. A equipa Piloto Diese deseja a todos um excelente novo ano letivo. 


Viva o Colégio Piloto Diese

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Campanha de Solidariedade a favor da ASBIHP

À nossa escola chegou-nos um pedido muito especial da Associação Spina Bífida e Hidrocefalia Portuguesa. 

Esta Associação, a ASBIHP organiza, todos os anos, um campo de treino para os seus associados. Este campo de treino pretende treinar competências transversais junto desta população com uma multideficiência complexa mas, fundamentalmente, de carácter motor e orgânico. Falamos de treino de competências de treino de AVDs (atividades da vida diária) como por exemplo estas crianças aprenderem a levantar e deitarem-se sozinhas, fazerem transferências entre cadeira de rodas e cama e o inverso, transferência entre cadeira de rodas e cadeira de banho e o inverso, vestir e despir, apertar os sapatos, autonomia a comer, subir e descer passeios bem como tarefas progressivamente mais complexas para os adolescentes e jovens adultos como cozinhar, varrer, aspirar, fazer a cama, tratar da roupa, etc, enfim, tudo o que lhes possibilite serem cem por cento autónomos na vida adulta e poderem viver uma vida independente. Mas também falamos de treino de competências sociais que são muito mais fáceis de trabalhar em regime intensivo e residencial junto do grupo de pares constituído por outras crianças e jovens com Spina Bífida como seja a capacidade de decisão, a capacidade de análise e resolução de problemas, a comunicação, a gestão das emoções, a capacidade de negociação, a assertividade, entre outros, enfim, tudo o que lhes permita terem ferramentas de resiliência e sucesso nas relações sociais do seu dia-a-dia. Estas competências são todas trabalhadas durante uma semana, na Pousada de Juventude de Santa Cruz (Torres Vedras), um dos poucos sítios no país adaptados e acessíveis a um grupo alargado de pessoas com mobilidade reduzida. Cada semana custa cerca de 300 euros por participante que é, habitualmente, cofinanciado a 70% pelo INR- Instituto Nacional de Reabilitação, cabendo à ASBIHP financiar os restantes 30% com verbas próprias que só consegue através do apoio de mecenas individuais. A par disso, o número de vagas cofinanciadas é claramente inferior ao número de crianças e jovens que se inscrevem, cabendo à ASBIHP financiar a 100% todas estas vagas excedentes. Temos conseguido fazê-lo graças a amigos e conhecidos que, todos juntos, têm garantido que ninguém fica de fora.

A nossa escola fez inúmeras ações, envolvemos pais, fizemos lanches solidários e conseguimos angariar 2500€, que garantiram a participação de 8 crianças e jovens. As imagens de felicidade falam por si e nós só podemos estar gratos. 


Não podemos estar mais realizados! Que bom termos feito parte disto! 

terça-feira, 30 de julho de 2019

41º Congresso do Movimento da Escola Moderna

Ao longo de 4 dias, a equipa do Colégio Piloto Diese esteve presente em mais um Congresso do Movimento da Escola Moderna. Foram dias de intensa reflexão, de muita partilha e de preparação para mais um ano que se aproxima. A equipa da Diese levou 6 comunicações cujos resumos se apresentam nas fotos. Foram comunicações intensas, cheias das vivências das salas de cada uma, onde também se espelharam os resultados de uma partilha diária entre toda a equipa. Este foi também um congresso cheio de amizade, abraços e muita alegria, junto de pessoas que nos inspiram sempre a ser melhores profissionais.
 


A Diese participou também na realização da exposição que é uma marca destes congressos, partilhando um pouco do que se viveu na nossa escola. 



 

 Tão bom viver estes momentos de partilha!

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Dias felizes

Hoje foi o dia em que adotámos uma cabra para a nossa quinta de Castelo de Bode. Ela tem um padrinho muito especial que um dia escreveu na sua árvore dos desejos que o seu maior desejo era ter uma cabra de estimação. A Mary já chegou à quinta e está para lá de feliz. Em breve publicamos mais fotos. ❤️


terça-feira, 14 de maio de 2019

Ajudar Moçambique

Há umas semanas, pelas mãos de um grupo de pais da escola, chegou o pedido para ajudarmos duas associações com missões em Moçambique. A Sala da Xana começou por organizar a campanha, divulgando em cartazes o que precisaríamos. Estes cartazes foram depois comunicados a todas as restantes salas. Em pouco mais de uma semana, dezenas de famílias mobilizaram-se para corresponder aos pedidos efetuados. 



Uma das campanhas consisita em fazer um Kit com alguns produtos alimentares e de higiene e juntar uma carta de amor e incentivo. Todas as salas se envolveram e o resultado está à vista:


A cada dia que passava mais produtos, mais cartas, mais sacos chegavam. Com o apoio de algumas famílias mobilizámos os produtos para as associações sempre com a solidariedade como bandeira e um sorriso no rosto. 


Muitas vezes, quando fazemos estas campanhas, perdemos o rasto do que acontece depois... mas desta vez não foi o caso e aqui temos o feedbak das associações envolvidas a empacotar e a entregar o que recolhemos no destino. Obrigada à família da Maria Rita e da Maria Flor pelo desafio. Obrigada à família do Guilherme por pedir um pouco mais. Obrigada, em especial, a todas as famílias que se envolveram de uma forma extraordinária e ainda mais às crianças que acompanharam cada passo com esperança e amor no coração. 


Ajudar Moçambique foi muito mais que uma missão!