terça-feira, 15 de janeiro de 2013

A importância das visitas de estudo!

"Para se apropriarem do mundo que as rodeiam e construir conhecimento, as crianças têm que enriquecer as suas vivências.
É por meio da EXPERIÊNCIA, da OBSERVAÇÃO e da EXPLORAÇÃO de seu ambiente , que a criança constrói seu conhecimento, modifica situações, reestrutura os seus esquemas de pensamento, interpreta e busca soluções para factos novos o que favorece e muito, o desenvolvimento cognitivo da criança, principalmente, na fase pré - escolar. 
As visitas de estudo são um meio privilegiado para a criança aprender, compreender, conhecer, observar e respeitar o mundo que a cerca. A curiosidade natural das crianças, o desejo de saber e conhecer é desde muito tenra idade uma oportunidade para a criança ser intelectualmente activa e culturalmente desperta. 
Visitar museus, jardins, galerias de arte permitem à criança ter oportunidade de contactar com novas situações e experienciar novas vivências. 
A ciência, a tecnologia ,a arte são áreas que a criança só poderá vivenciar se sair da escola e contactar de perto com a diversidade das diferentes áreas do conhecimento. 
Como descobrir azulejaria, a pintura e escultura... e a ciência se nunca tivermos contacto com ela? É o contacto real, através da viagem aos locais onde se guardam as memórias culturais dos povos, que a criança constrói a sua identidade cultural, reconhece o seu passado histórico. 
A cultura e acesso que temos a ela deverão ser uma prioridade na infância... pois queremos ser, efectivamente cidadãos de pleno direito."
Manuela Guedes em Lugar de Partilha

Hoje foi dia de levarmos estas experiências para dentro da escola. Sim porque nem sempre as visitas de estudo são ao exterior. A riqueza destas experiências culturais dentro da escola são tão importantes como qualquer saída ao exterior, principalmente quando a pertinência cultural é tão grande. 


"Afinal o Caracol" é um espetáculo de promoção da leitura para bebés, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e ilustrações de Mafalda Milhões. A história de um caracol, das cócegas que ele fazia, de como ele virava e girava, e de como acabou por não cair. Brincamos com as palavras. São o nosso brinquedo favorito. Brincamos com a música das palavras, com a leveza das palavras, com o tamanho das palavras, com a pressa e a lentidão das palavras e também… com o silêncio. em Andante

2 comentários:

mãe joão disse...

ESPECTACULAR!!!!!

Mariana disse...

Entao era esta a sra com o vestido vermelho que tinha um caracol no chapeu que fazia cocegas!!!!! AAHHHHH!!!!!
Nao podia concordar mais com o texto!